25/06/2014

Pato Donald 80 Anos na Revista Mensal

O nosso querido Pato Donald, o pato mais querido e famoso do mundo, completou neste mês de junho 80 anos. Por isso, não poderia deixar de homenageá-lo aqui no meu blog com pelo menos uma postagem. 

Capa de Pato Donald 2432(ed. Abril, jun/14)

Mesmo sem ter tempo disponível, pois como disse Renato Russo, os gêmeos vieram! Como alguns amigos já sabem, meus filhos nasceram e agora entro numa fase de minha vida que há pouco tempo era desconhecida. Sou pai!

Em minha opinião, a edição PATO DONALD 2432 (Ed. Abril, jun/2014) foi muito boa. São apenas 3 histórias, com destaque maior pra última de 30 páginas. Tem também um belo texto de Marcelo Alencar. 



A primeira, O melhor aniversário de todos os tempos é legal. Onde Margarida presenteia o namorado com uma viagem mais ela e durante o cruzeiro eles acabam saindo do navio e se abrigando numa ilha que ninguém sabia que existia, vivendo a partir uma série de perigos.



O ponto mais alto da revista é a terceira HQ, Talento nativo. Apesar de fazer referência a um assunto que, sinceramente, não gosto, que é a Copa do Mundo. Não porque entrei na onda de protestar contra o evento, mas confesso que não estou empolgado, e acho que a maioria dos brasileiros que demonstram alegria, são mais por se sentirem obrigados pelo sentimento de patriotismo, mas é impossível de não se lembrar de muitas coisas ruins que vieram à tona com a realização da Copa no Brasil.

Referências à parte é uma ótima história.  Se bem que pra mim toda HQ dos patos em busca de alguma coisa, principalmente em território brasileiro, tem um valor sentimental, já que um dos meus primeiros gibis foi uma edição deles no Brasil procurando um tesouro que era também segredo do Tio.


De volta a HQ em questão, Donald e sobrinhos vão a mando do Tio Patinhas como sempre, dessa vez em busca de um craque de futebol chamado Zico já que Omar Tilheiro adoeceu e desfalcou a seleção Patopolense. Mas, apesar do rapaz amar jogar futebol, o pai dele o proíbe, pois acredita que a fama traz problemas. Zico mora na região da floresta na Amazônia, aí é aventura na certa. Gostei de alguns quadrinhos em especial, mostrando as belezas naturais da floresta Amazônica e do rio Amazonas.


Com desenhos de Fecchi e argumento e roteiro de Gorm Transgard, achei maravilhosa. Ah, Gostei também da capa com o Cristo Redentor aparentando ser da família pato. 

3 comentários:

  1. Olá! Também gostei da revista. Exceto pelo fato de não ter entendido bem como a seleção de Patopolis, que se trata de uma cidade e não um país, foi escalada para a copa do mundo. Não foi a melhor história do mundo, na minha opinião, mas eu gostei da revista sim, da mesma forma como gosto de outras mensais do pato.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Parabéns pelos filhos, papai. Rsrsrs....

      Excluir
    2. Achei muito legal a revista como um todo e em particular dessa HQ por alguns detalhes. Com relação ao time de Patopólis disputar não tem lógica mesmo, mas é por isso que às vezes se torna mais legal esses quadrinhos, pode tudo! Rsrs. E muito obrigado pelos parabéns. Estou muito feliz com meus filhos. Dá trabalho mas a felicidade é imensa! Abraços amigo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...